domingo, 29 de março de 2009

Teoria Geral da Administração

A IMPORTÂNCIA DA ADMINISTRAÇÃO NA ORGANIZAÇÃO


RESUMO

Nos dias atuais é fundamental para uma organização ter uma boa administração, na qual o gestor deve ter uma boa visão de mercado, para que seja possível elaborar um bom planejamento, organizando, liderando, controlando e empreendendo para que dessa forma construa bons alicerces para poder tornar sua organização, uma organização de sucesso.


1 INTRODUÇÃO

Nesse trabalho iremos abordar a importância da administração e o papel do administrador nas organizações. A importância de uma boa administração. Iremos focar no que achamos primordial para uma boa gestão, nesse sentido iremos abordar a questão do planejamento, da estrutura de organizar e controlar uma organização.


2 CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO

Segundo PRIBERAM (2008), a administração é o "conjunto de normas e funções cujo objetivo é disciplinar os elementos de produção e submeter à produtividade a um controle de qualidade, para a obtenção de um resultado eficaz, bem como uma satisfação financeira”.

Administração é o ato ou processo de gerir, trabalhar com pessoas para realizar metas tanto da organização quanto de seus componente. Administração é o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de solução a fim de alcançar objetivos.

Neste sentido DRUCKER, (2001, p.38) afirma que:

[...] A administração é necessária em todas as organizações modernas. De fato, logo percebemos que ela é ate mais necessária em organizações que não são empresas privadas, sejam não lucrativas ou não governamentais ou agencias governamentais. Essas organizações precisam de admiração mais exatamente porque não dispõem da disciplina de resultado financeiro sob qual a empresa opera. [...] Agora sabemos que a administração é uma função genérica de todas as organizações, qualquer que seja sua missão especifica. É o órgão genérico da sociedade do conhecimento.

As organizações atuais enfrentam inúmeros desafios e cada vez mais tem procurado se aprimorar e desenvolver uma boa estratégia de administrar para cumprirem seus objetivos. Podemos concluir que administração é necessária em todos os tipos de atividades organizadas e em todos os tipos de organização.

Segundo MARQUES, (1994, p.26) “A natureza do trabalho administrativo é lidar com o volume cada vez maior de informações cujo formato final, geralmente, mas não necessariamente, “cai” sobre uma folha de papel”.

Desse modo de observar, a informação se transforma na maior estratégia para ser administrar bem uma organização.


3 ESTAGIO DO PLANEJAMENTO

A importância de planejar, organizar e priorizar as ações do dia a dia é um ato duro e estressante, porem, naturalmente fazemos isso e nem percebemos.

A necessidade de preparar atividades, orientar as tarefas de pessoas e formalizar um orçamento fez com que as organizações adotassem o conceito de planejamento à sua estrutura.

O setor administrativo em uma organização tem uma enorme responsabilidade, é ele quem toma as decisões, que opta por uma alternativa, muitas vezes são decisões indispensáveis e podem influenciar no comportamento do individuo e da organização.
É o setor administrativo que faz o planejamento, um processo onde se decide antecipadamente o que se vai fazer, como se vai fazer, como colocar em pratica, ele visa o objetivo e o desenvolvimento, como vão se colocar os objetivos em pratica.
O planejamento é a função chave da administração, que fornece aos indivíduos e as organizações os meios que eles necessitam para fazer frente a ambientes dinâmicos, complexos e em constantes transformações.
O processo de administração estratégica tem início com a análise do ambiente, com o procedimento de monitorar o ambiente organizacional para afastar os riscos e as oportunidades presentes e futuras.

A implantação do planejamento dentro das organizações deve ter a participação de todos os setores. Tornando interessante a formação de grupos para discutir os assuntos relacionados ao desenvolvimento da empresa, nomeando representantes para participar ativamente do processo de implantação e do acompanhamento eficiente e eficaz do mesmo. É importante que a diretoria da empresa compartilhe dessas reuniões de grupo para acompanhar o desenvolvimento o planejamento elaborado, pois assim pode opinar durante o processo.

A tecnologia moderna esta evoluindo rapidamente, e isso têm dado destaque à necessidade do planejamento. As empresas desatualizadas de tecnologia estão destinadas a sofrer problemas em curto prazo e estão em desvantagem em comparação com as empresas que estão evoluindo.

Para isso precisa-se ter um bom planejamento, somente dessa forma a organização se adaptará as novas tecnologias.

A visão futura e o planejamento devem estar no ponto em que seja possível distinguir uma estratégia de ato e traduzi-la numa meta ou alvo. Nesse modo, o planejamento torna-se o resultado tático da projeção do futuro, mas não se espera que ele resolva os problemas estratégicos para a empresa de uma só vez, mas com o passar do tempo ajudara para que o problema em si seja solucionado com a elaboração do chamado plano.

Mesmo que o planejamento estratégico esteja ligado a pensar na organização em sua semelhança com o exterior, ele esta sujeito as condições internas para ser colocado em prática. Os períodos de crise são os menos adequados a se instalar um processo deste tipo. Nessa fase, as relações estão desgastadas, as falha se acumulam e parecem insuperáveis, as estimativas estão mais sujeitas às influências dos aspectos subjetivos e a possibilidade de obter acordo é mais complexa. Idealmente, é quando as coisas vão bem que se deve pensar em mudar.

A falta de planejamento produz dentro das organizações um estresse em alto nível e vários conflitos entre seus cooperadores, produzindo uma baixa produtividade, e consequentemente, baixa rentabilidade e credibilidade.

O planejamento é, portanto, um método que depende basicamente da direção da organização. É a administração que assume o compromisso de realizar mudanças e de conduzir o conjunto de seus membros no sentido estratégico. (KAST e ROSENZWEIG, 1976).


4 ESTAGIO ORGANIZACIONAL

A Elaboração de estrutura organizacional se resume no conjunto ordenado de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões. O estagio organizacional de uma organização, deve ser realizado de acordo com os objetivos e estratégias estabelecidos pela mesma, pois é uma ferramenta para alcançar as metas pretendidas. Segundo Drucker são necessárias três análises para determinar a estrutura organizacional necessária: análise das atividades, análise das decisões e análise das relações.

Nesse estagio que é definida a missão da empresa, mesmo que os fundadores não registrem isso de maneira formal. Nessa fase é indispensável o auxilio da administração, pois é necessário planejar um elaborado projeto de instalação e função do produto ou serviço da futura organização, com que ela pretende atender. Ter uma boa organização para saber quais recursos devem ser utilizados na produção, venda, distribuição e recebimentos pelos seus serviços ou produtos.

Segundo MARQUES, (1994, p.16) afirma que:

Os aspecto mais visíveis da cultura que caracterizara a organização nascente aparecem e tomam formas comportamentais também no estagio organizativo. A cultura reflete a ambição e a imaginação de todos que participam do estagio organizativo para colocar o negocio em funcionamento.

Nesse caso o comprometimento de uma boa administração é necessário e imprescindível. O estagio organizacional é tarefa para lideres, fortes e determinados a colocar uma idéia em pratica, buscando vencer obstáculos e barreiras. É importante desenvolver nesse estagio, uma organização social em torno da idéia, definir instalações, definir a missão. É nessa face que os objetivos, princípios, valores e comportamento dos gestores ficam bem visíveis.

Neste sentido DRUCKER, (2001, p.145) afirma que: “Líderes eficazes delegam bem muitas coisas; precisam fazê-lo ou se afogam em ninharias. No entanto, não delegam algo que apenas eles podem executar com excelência, aquilo que realmente tem importância, aquilo que define padrões, aquilo pelo que desejam ser lembrados”.

Segundo MCNEILL “É necessário que haja equilíbrio entre a administração e a liderança”. "Fazer bem as coisa não chega. Agora, também têm que pensar em fazer o adequado." E nesses casos que os administradores, os gestores, podem e devem ajudar suas organizações a se sobressaírem.


A liderança é bastante importante para os gestores, devido ao papel que os mesmos representam da organização. Ser um líder ou um gestor pode ser compreendido como dirigir ou influenciar as atividades. No mercado de hoje as organizações precisam de administradores com capacidade de incentivar os outros, com capacidade de liderança. São poucas pessoas que nascem com um conjunto de capacidades para serem líderes, mas todo gestor pode e deve aprender a ser um líder.

Essa etapa de estruturar a organização é totalmente gerencial e com o passar do tempo à tecnologia vai se tornando mais moderna, exigindo mudanças da postura gerencial em relação à estrutura e a organização.

Segundo MARQUES (2001, p.55) “A estrutura de uma organização representa a própria organização em desenvolvimento. Quanto mais avançado o estágio de desenvolvimento em que se encontra, mais bem estruturada é uma organização”.

Por fim organizar é o procedimento de reunir recursos físicos e humanos essenciais para obter e alcançar os objetivos de uma empresa.


5 ESTAGIO DO CONTROLE

O administrador tem a característica de controlar, com isso à empresa utiliza recursos que devem ser bem aproveitados. É importante que haja comprometimento e qualificação das pessoas envolvidas nesse campo, para que não falte informação na entrada e análise de dados. (ADMINISTRADORES, 2008).
Pode-se imaginar o planejamento como um meio de controlar o comportamento de uma organização.

Segundo KAST e ROSENZWEIG (1976, pg. 525).

Por controle organizacional compreende-se aquela fase do sistema das decisões gerenciais que controla o desempenho e fornece informações realimentadoras que servirão para se ajustarem tanto nos fins quanto nos meios. Uma vez fornecidos determinados objetivos e determinados planos para alcança-los, a função controladora envolve a aferição das condições reais, seu confronto com os padrões e o inicio de uma realimentação que possa ser utilizada para coordenar a atividade da organização, focalizar o rumo certo e facilitar a consecução de um equilíbrio dinâmico.

Dessa forma o controle tem como objetivo coordenar as atividades diversificadas, visando alcançar os objetivos determinados. Ele regula a produção do sistema confrontando o desempenho real e o desempenho esperado, é a verificar se o sistema esta funcionando como planejado. Ter uma boa produtividade é conseguir resultados muito bons, a partir de certa quantia de recursos. É aplicar bem a matéria prima, a capacidade das máquinas, o tempo as capacidade das pessoas.

Controlar é fazer com que tudo funcione da forma que foi determinado, tornando mais seguro, mais conveniente ou mais econômico o que foi planejado.

O uso apropriado de recursos reduz custos de trabalho, refugo e devoluções e gera contentamento dos consumidores. Em longo prazo, a qualidade é o mais respeitável fator individual que afeta a atuação de uma organização em relação aos seus concorrentes. Bem como as expectativas são maiores do que as percepções, a qualidade é pobre. Quando as expectativas e percepções casam, a qualidade é aceitável.

Para que qualquer organização seja bem sucedida em longo prazo, o reforço de sua função produção é fundamental. Ela oferece à organização uma vantagem baseada em produção. A administração da produção é um método onde se avalia muitas decisões, para que a empresa possa atingir seus objetivos, utilizando seus recursos. Com esse processo a empresa deve conseguir menores custos, qualidade na entrega e nos serviços e também seu principal objetivo: obtenção de lucros.


6 CONCLUSÃO

A administração é necessária em todas as organizações que queiram se sobressair no mercado, realizar tarefas e atingir metas. Ter uma boa estrutura de planejamento e organização é fundamental nos dias de hoje, em que o mercado anda extremamente competitivo.
Ter uma boa estrutura organizacional e um bom planejamento é dar um grande passo para cumprir tarefas e atingir metas e aumenta a capacidade das empresas de ter hoje um desempenho eficaz depende de decisões que foram tomadas no passado.
Concluímos então, que a administração é uma ferramenta útil e necessária para a gestão e sucesso das organizações.


7 REFERÊNCIAS


ADMINISTRADORES. A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da estratégia empresarial. Disponível em: . Acesso em 6 out. 2008.

DRUCKER, Peter. O Homem. São Paulo: AMPUB, 2001.

KAST, Fremont e ROSENZWEIG, James. Organização e Administração um Enfoque Sistemático. São Paulo, Pioneira, 1976.

MARQUES, Antonio Carlos F. Deterioração Organizacional. São Paulo: Markron Books,1994.

MCNEILL, Art. Ser Líder Empresarial. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2008.

PRIBERAM. Definir. Disponível em: . Acesso em: 31 set. 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Direitos autorais reservados LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.